sexta-feira, 20 de março de 2009

Dica zen

Adorei essa dica que vi no blog da dona perfeitinha :
" Permita-se ser diferente e evite ficar fazendo comparações entre sua vida e a dos outros."

Eu sou mestra de ficar comparando minha vida com a dos outros ,nada ha ver ,né ??? Mas acho que um pouco dessas minhas comparações vem desde criança ,pois sou gêmea .Muitas vezes passei por situações de pessoas ,mas não a minha família e meus pais , viviam nos comparando .

Mas isso é passado e vou seguri essa dica ..

4 comentários:

Andrea disse...

a dica foi vista no blog http://www.pausadotempo.blogspot.
com/ pausa do tempo e nao da dona perfeitinha ,http://www.donaperfeitinha.com/
eu errei mas ambos eu gosto muito .
beijos

mar e ilha disse...

Andréa somos únicos e o meu limite pode não ser o seu. Ainda bem que mamãe e papai nos criaram tão bem. Eles nos disseram quando pequenas, que nós éramos apenas parecidas e nem os 5 dedos das mãos eram iguais. Assim, conseguimos saber desde pequenas que éramos parecidas não iguais. Mas nem todos tinham a sabedoria de nossos pais, e as comparações eram inevitáveis. Acredito que superarmos tudo isso. Por isso não fique te comparando aos outros, cadaum é um e especial de sua maneira e você é maravilhosa, assim, exatamente como é. Te amo

Lisa Nunes disse...

Andrea
Quando nos comparamos com alguém, deixamos de olhar pra nós mesmos e para o que temos de melhor, pois agindo assim sempre vamos achamos que o outro é melhor. Quando temos a consciência que somos 'únicos' e que temos igualmente qualidades e defeitos tanto quanto o outro, essas comparações deixam de existir. Sabe aquela música do Caetano: "CADA UM SABE A DOR E A DELÍCIA, DE SER O QUE É??"
Deixo ela com você.
Grande beijo e uma semana especial

Andrea disse...

Andrea
Eu também detesto comparaçoes. Nunca deixei fazer comparação de um aluno com outro aluno. Pois cada um como disse Marilia é de um jeito.
Aida bem que somos diferentes na cor da pele, no cabelo,na personalidade e no mode de ser.
O gostoso é que para Deus e para nossos pais, somos especiais.
Papai escreveu em uma de suas palestras Aceitar o filho como ele é. Aceitar o pai como ele é.
E isto que importa aceitarmos um aos outros.
Com amor Monica
OBS: Masmo que eu me ache muito diferente de voces por serem parecidas com mamae. E eu nem um pouquinho.
Mas tinha uma certeza: eu parecia com papai e voces não.
Eta ciume, hem.